26/03 - Seguranças de Hugo Chávez exageram na desconfiança.

A equipe de seguranças do presidente venezuelano, o tenente-coronel Hugo Chávez – que chega amanhã, 27, a São Luís – não tem feito a menor questão de se mostrar simpática aos brasileiros, especialmente aos jornalistas e repórteres fotográficos.

Eles chegaram na segunda-feira e foram logo arranjando confusão com um fotógrafo de jornal diante do Hotel Brisamar (Ponta d’Areia), onde estão hospedados.

Ontem pela manhã, durante o planejamento, com funcionários do governo estadual, do esquema de segurança para a chegada de Chávez no aeroporto, pelo menos 15 desses “rapazes mal-encarados” de Chávez voltaram a exibir arrogância, se comportando como se fossem os donos do aeroporto.

Ao perceberem que uma equipe de reportagem do Jornal Pequeno – que estava ali para fazer uma matéria que não tinha nada a ver com o mandatário da Venezuela – os observava, vieram logo pedir as identificações.

Informado de que se tratava da imprensa – gente que não agrada muito a Chávez e seus seguidores – um homenzinho prepotente que parecia ser o chefe do grupo foi logo ordenando: “Nada de fotos”. Menos mal que já tínhamos feito pelo menos três imagens dos desconfiados chavistas.

Se na preparação da visita eles agem assim, imaginem como não será amanhã. Vale lembrar a semelhança: cara feia e truculência também são as marcas da segurança pessoal do presidente Lula. Não seria hora de modernizar e profissionalizar o staff, compañeros?