18/04 - Caso Isabella: Polícia Civil indicia pai de Isabella; prisão não será pedida hoje.

O diretor do Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), Aldo Galiano Júnior, disse no final da tarde desta sexta-feira que Alexandre Nardoni, pai da menina Isabella Nardoni, foi indiciado pelo homicídio da filha depois de prestar depoimento no 9º DP (Carandiru), na zona norte de São Paulo. Com o indiciamento, ele se torna oficialmente suspeito de ter matado a menina, no último dia 29 de março.

Conforme Galiano Júnior, a mulher de Nardoni e madrasta da menina, Anna Carolina Jatobá, será indiciada pelo mesmo crime assim que terminar de prestar depoimento. O indiciamento do casal acontece no dia em que Isabella completaria seis anos.

 
Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina Isabella, depõem no 9º DP, em São Paulo

"O caso está praticamente solucionado", afirmou o diretor. "Os dois serão indiciados por homicídio, artigo 121, e as qualificadoras serão discutidas com a autoridade policial que preside o inquérito. Peço compreensão quanto ao sigilo."

Galiano Júnior confirmou que a prisão preventiva do casal, supostamente o próximo passo a ser dado, não será pedida à Justiça ainda nesta sexta-feira. "Para se fazer uma preventiva, tem que se reunir uma documentação, não é assim. Ela precisa ir bem embasada, não é o momento. De forma alguma ela será pedida hoje."

Tumulto

Nardoni e Jatobá foram levados ao 9º DP para prestar depoimento na manhã desta sexta, sob forte esquema de segurança e sob a presença maciça da imprensa e de curiosos que chamavam os dois de "assassinos". Os dois tiveram dificuldade de deixar a casa do pai de Nardoni, também na zona norte de São Paulo, e precisaram seguir em um carro do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil.

Aniversário

Como Isabella completaria seis anos nesta sexta-feira, a mãe dela, Ana Carolina Cunha de Oliveira, visitou o túmulo da menina no cemitério Parque dos Pinheiros, na região norte de São Paulo. De acordo com informações da administração, Ana Carolina chegou por volta das 8h, acompanhada de outra pessoa. Às 9h40, a mãe de Isabella já havia deixado o cemitério.

Terceira pessoa

Para a Polícia Civil, a madrasta de Isabella a agrediu e, na seqüência, o pai dela cortou a grade de proteção de uma janela de seu apartamento e a jogou, do sexto andar. Desde o início das investigações, Nardoni e Jatobá negam as acusações e dizem que uma terceira pessoa, provavelmente um criminoso, foi o autor do assassinato.

Amanhã (19), Antonio Nardoni --pai de Alexanadre-- e a filha, Cristiane, também devem prestar depoimento como parte das investigações sobre a morte de Isabella.

da Folha Online