18/05 - Intercom Nordeste 2008: Pesquisador português vai apresentar estudo sobre comunicação e meio ambiente.

Doutor em Ciências da Informação pela Universidade de Santiago de Compostela, o pesquisador Jorge Pedro de Sousa vai ser um dos nomes da conferencia de encerramento do X Congresso de Ciências da Comunicação da Região Nordeste (Intercom Nordeste 2008), que acontece de 12 a 14 de junho, em São Luís (MA). Professor Associado com Agregação (equivale a livre-docente) na Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal, ele vai apresentar um estudo sobre comunicação e meio ambiente, feito especialmente para o evento.

De acordo com Jorge Pedro, os problemas ambientais são uma das maiores ameaças à vida humana. E nesse aspecto, o jornalismo, segundo ele, pode contribuir para promover a educação ambiental, podendo tornar a sociedade visível a si mesma e impedir atentados ao ambiente, com o fomento ao debate de soluções para os problemas ambientais, que podem contribuir para que os cidadãos conheçam as medidas políticas capazes de melhorar ou piorar a situação ambiental. “Só cidadãos bem informados podem decidir com consciência”, afirmou.

Com 25 livros publicados, como autor e organizador, o pesquisador concentra seus estudos na linha de teoria e história do jornalismo e análise do discurso. Conhecido no Brasil por essas publicações e participações nos encontros anuais da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), ele traz entre seus títulos, os livros "Fotojornalismo: introdução à história, às técnicas e à linguagem da fotografia na imprensa";  "Introdução à análise do discurso jornalístico impresso: um guia para estudantes de graduação"; "Planificando a comunicação em Relações Públicas" e  "Elementos de teoria e pesquisa da Comunicação e da Mídia" - todos pela Editora Letras Contemporâneas.

Sua mais notória teoria é a de que toda a notícia jornalística resulta da interação de várias forças ou fatores - cada um deles com peso variável no resultado final. Isso envolveria fatores como a ação pessoal de jornalistas, as fontes de informação e outros agentes; as rotinas produtivas; as ocorrencias sociais organizacionais, como a hierarquia e o funcionamento da empresa jornalística, sua linha editorial, seus recursos organizacionais entre outros; as ocorrências sociais extra-organizacionais, como o mercado; Ideologias e culturas; história; e outras forças, como os limites e possibilidades dos dispositivos tecnológicos usados na elaboração da notícia

No intercom Nordeste, o professor e pesquisador fará parte da mesa redonda  “Mídia, Ecologia e Urbanização”, que acontecerá às 8h do dia 14 de junho, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Calhau. Uma realização da Intercom, em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Associação Maranhense de Imprensa (AMI), o evento já conta com patrocínios confirmados da Vale, Governo do Estado do Maranhão, a Prefeitura Municipal de São Luís e Sebrae/MA.

O evento também conta com o apoio do São Luís Convention & Visitors Bureau, Faculdade São Luís, Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA), Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar), Assembléia Legislativa, Grupo Equatorial Energia do Maranhão (Cemar), Banco do Nordeste, Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema), Instituto Laboro, Fórum Nacional de Comunicação da Justiça (FNCJ) e Caixa Econômica Federal (CEF).