18/05 - Nhozinho Santos e Correão liberados para Série C.

RIO DE JANEIRO - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, através de seu site oficial, na sexta-feira, alguns dados alarmantes em relação ao Campeonato Brasileiro da Série C. Menos de 20% dos estádios que abrigarão a competição estão com os laudos regularizados pelos três órgãos de segurança: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

Ao todo foram analisados 74 estádios entre os clubes já classificados para a Terceirona e os que ainda brigam por uma vaga em seus respectivos estaduais. Os clubes, que ainda não conseguiram a liberação de seus estádios, terão como prazo final até o dia 20 de junho para regularizarem suas situações.

Em São Paulo, o Estado com mais representantes na Série C - sete no total -, apenas o Brinco de Ouro da Princesa, do Guarani, está regularizado. Os estádios de Guaratinguetá, Ituano, Linense, Mirassol, Noroeste e Paulista não poderiam receber público se a competição começasse hoje.

Outros estádios que estão garantidos são Arena da Floresta (Rio Branco-AC), Rei Pelé (CSA-AL), Floro de Mendonça (Fast Clube-AM), Glicério Marques (Cristal-AP); Romeirão (Icasa-CE), Nhozinho Santos (Sampaio Correa-MA), Correão (Bacabal-MA), Arruda (Santa Cruz-PE), 14 de Dezembro (Toledo-PR), Eco Estadio (J.Malucelli-PR), Lourival Baptista (Confiança e Sergipe) e Nilton Santos (Palmas-TO).

Agência Futebol Interior