12/07 - Brasil atropela Cuba e conquista o hepta no Grand Prix de vôlei.

JAPÃO - A seleção brasileira feminina de vôlei confirmou a sua ótima fase neste fim de noite de sexta e início de madrugada de sábado (no horário de Brasília) ao derrotar com facilidade as cubanas por três sets a zero (25/14, 25/15 e 25/20), em Yokohama, no Japão. O resultado, obtido em apenas 1h02m de jogo, garantiu o sétimo título do Grand Prix para as brasileiras com uma rodada de antecipação, porque não podem mais ser alcançadas pelas cubanas, as vice-líderes, nos pontos average, segundo critério de desempate.

O Grand Prix terminará no domingo, quando a seleção faz a sua última partida, contra o Japão, às 6h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo do canal SporTV. O objetivo da delegação brasileira, porém, é terminar invicta, com cinco vitórias, a fase final da competição, para coroar o heptacampeonato. Antes, o Brasil havia sido campeão do Grand Prix em 1994, 96, 98, 2004, 05 e 06.

Logo no início da partida, ficou claro que o Brasil estava disposto a atropelar as adversárias. Cuba abriu 2 a 1, mas a seleção de Zé Roberto virou para 6 a 3 e começou a dominar as ações. Com um bloqueio de Mari, o placar chegou a 11 a 6. Concentrado em quadra, o time abriu vantagem e logo abriu 10 pontos (21 a 11) num ataque de Sheilla. O primeiro set terminou com atuação arrasadora da seleção e parcial de 25 a 14.

No segundo set, a concentração se manteve e o Brasil abriu 4 a 1. As cubanas, comandadas por Ruiz, ainda ensaiaram uma reação e mantiveram a diferença na casa dos dois pontos. Mas Fofão caprichava nos levantamentos e, mesmo quando o passe não saía perfeito, o Brasil se garantia com bolas de segurança de Mari e Paula Pequeno nas pontas. Praticamente sem erros, a seleção verde-amarela viu as cubanas ficarem nervosas e falharem bastante. Com vantagem de 9 a 1 nos bloqueios, o Brasil fechou o segundo set em 25 a 15.

O terceiro set começou com as cubanas à frente, mas logo as brasileiras retomaram a dianteira no placar, mas sem deslanchar até a primeira parada técnica. Aos poucos, porém, o Brasil começou a escapar no placar, abriu até quatro pontos de vantagem, e acabou fechando o set com um bloqueio duplo de Mari e Walewska em 25 a 20. Mari terminou a partida mais uma vez como a maior pontuadora da partida, com 17, 14 de ataque e três de bloqueio.

 

Times

BRASIL - Fofão, Walewska, Mari, Paula Pequeno, Thaisa e Sheilla. Líbero: Fabi. Entraram: Carol Albuquerque e Fabiana.

CUBA - Ruiz, Santos, Ramirez, Sanchez, Carcaces e Barros. Líbero: Mesa. Entraram: Ortiz e Silie.

Fonte: Globoesporte.com