05/08 - Três assaltos a bancos em uma semana

Três assaltos a bancos em uma semana no interior do estado.

Na quarta-feira passada, dia 30, houve um assalto a uma agência do Bradesco no município de Santa Quitéria, mas os bandidos nada levaram, já que o cofre dependeria de uma programação para ser aberto. O gerente dessa agência chegou a ser feito de refém, mas foi liberado em seguida.

Na quinta-feira, 31, a ação dos bandidos ocorreu no município de Santa Helena, na Baixada Maranhense, com um assalto à agência do Banco do Brasil. Três pessoas ficaram feridas. Com relação a esse assalto, um homem foi preso em Santa Helena ainda na tarde da ação. Antônio Ewerton de Aguiar é de Paragominas, no Pará. Ele estava em um Fiat Uno, branco, com placas de São Paulo, que teria sido usado para dar cobertura aos criminosos.

Homens armados e encapuzados assaltaram, no fim da manhã desta terça-feira, 5, a agência do Banco do Brasil no município de Buriti de Inácia Vaz. Antes de invadir a agência, o bando passou no posto da Polícia Militar e fez de refém um cabo identificado como Nemias. Eram pelo menos oito homens, armados com pistolas e escopetas. Apenas um dos assaltantes não usava capuz, conforme testemunhas.

Os bandidos chegaram à cidade por volta das 11h, em uma caminhonete L-200, verde. Pararam no posto da PM, onde estava apenas o cabo Nemias.
Eles tomaram o revólver calibre 38 do militar e o obrigaram a acompanhá-los. No momento, somente o escrivão Pablo Dias estava na delegacia, localizada ao lado do quartel, mas o bando não foi lá. Saíram, então, em direção à agência, onde havia grande movimentação de clientes.

Eles chegaram ao banco atirando, destruindo as câmaras do circuito interno de vigilância e quebrando as vidraças. Ninguém ficou ferido. Todo o dinheiro do cofre, cujo valor não foi revelado, foi levado.

Na fuga, o bando levou o cabo Nemias, o gerente da agência, identificado apenas como Veloso, dois funcionários, um vigilante e clientes.

Todos foram liberados a cerca de 20 km da sede, no povoado Boqueirão, próximo ao município de Duque Bacelar. Eles atearam fogo na caminhonete e entraram no matagal. Ninguém havia sido preso até o fim da tarde.

Imirante.com e Jornal O Estado do Maranhão