08/08 - Brasil terá melhor campanha da história.

A delegação brasileira deixará Pequim com o seu melhor desempenho na história olímpica. É o que prevê a revista americana “Sport Illustrated” em sua tradicional previsão de todos os resultados da competição. De acordo com a publicação, o Brasil conquistará cinco medalhas de ouro, três de prata e sete de bronze.

O vôlei brasileiro terá a sua glória com as conquistas do ouro tanto no masculino quanto no feminino, com vitórias nas finais sobre Rússia e Itália, respectivamente. No atletismo, Maurren Maggi ficará com o título olímpico ao saltar mais longe do que as russas Lyudmila Kolchanova e Tatyana Lebedeva. Diego Hypolito vai confirmar o favoritismo na ginástica e Tiago Camilo fechará a lista de campeões olímpicos no judô.

De acordo com a “Sport Illustrated”, uma das três medalhas de prata virá da pior forma possível. No futebol masculino, o time de Dunga perderá a final para a Argentina. No vôlei de praia, os favoritos Ricardo e Emanuel serão derrotados na final contra os americanos Rogers e Dalhausser. E Robert Scheidt e Bruno Prata ficarão com a prata na classe star da vela.

A revista americana prevê que o Brasil voltará a subir no pódio do salto triplo do atletismo, com o bronze de Jadel Gregório. No taekwondo, Natália Falavigna ficará em terceiro lugar, mesma colocação dos judocas João Gabriel Schlittler, Luciano Correa e do bicampeão mundial João Derly. O futebol feminino vai ficar novamente sem o ouro e sairá da China com a medalha bronzeada. Márcio Araújo e Fábio Luiz, do vôlei de praia, farão dobradinha brasileira com Ricardo e Emanuel.

Como a revista teve prazo para ser fechada, algumas situações de pódio poderiam mudar. Certamente não foi levada em conta a melhor marca do ano no salto em distância, da portuguesa Naide Gomes, no final do mês passado. Também é possível que não tenha dado tempo para avaliar o decepcionante quarto lugar do Brasil na Liga Mundial de vôlei.

Globoesporte.com