09/12 - Apesar do

SÃO PAULO - Após a conquista da Série B e o retorno à elite do futebol brasileiro em 2009, o Corinthians prepara um presente fenomenal de Natal para a Fiel: Ronaldo. O clube chegou a um acordo com o Fenômeno, que assinará contrato de um ano e deverá ser apresentado na sexta-feira. A confirmação da negociação foi feita pelo empresário do atacante, Fabiano Farah, nesta terça e também por Antônio Carlos, diretor técnico do clube.

- Estamos apalavrados, há um acordo verbal, que nos próximos dois dias será refletido em um contrato para Ronaldo ser considerado o quanto antes o mais novo contratado do Timão. O Corinthians está com pessoas muito sérias e determinadas no seu comando e ficamos muito felizes com isso – disse Farah ao GLOBOESPORTE.COM, por telefone.

Nesta terça, Fabiano e Ronaldo tomaram café da manhã com Andrés Sanches, presidente do Corinthians, e Luiz Paulo Rosenberg, vice-presidente de marketing, quando os detalhes foram concluídos. Mas as negociações já estavam sendo feitas há algumas semanas, com outras reuniões. O clube planeja ações de marketing para viabilizar a contratação.

Antônio Carlos, diretor técnico do Timão, também confirmou a negociação com o maior artilheiro das Copas do Mundo:

- Acertou. Só sei que acertou. Agora vamos discutir tempo e condições de contrato - afirmou.

O site oficial do Corinthians já vibra com um "2009 fenomenal". Em sua manchete, a página confirma a negociação com Ronaldo e diz que o clube confirmará nas próximas horas o dia da apresentação do Fenômeno.

 

Namoro com Fla, sondagens da Europa

Torcedor declarado do Flamengo, Ronaldo manifestou algumas vezes o desejo de defender o Rubro-Negro. O craque chegou a treinar no clube da Gávea a partir de setembro para recuperar-se da cirurgia no joelho. O atacante não faz uma partida oficial desde fevereiro, quando sofreu a lesão pelo Milan.

Além do Flamengo, o Manchester City chegou a cogitar a contratação de Ronaldo. Com dinheiro de investidores árabes, o clube de Robinho planeja armar um grande time e o nome do Fenômeno foi especulado, mas o técnico Mark Hughes vetou a contratação.

Sem clube desde o meio do ano, quando seu contrato com o Milan acabou, o atacante revelou também que foi procurado pelo Paris Saint-Germain. O único time que Ronaldo defendeu no Brasil foi o Cruzeiro, de onde saiu em 1994 para defender o PSV, da Holanda.

 

Ronaldo e Corinthians: como tudo começou...

A princípio, o interesse do Corinthians na contratação de Ronaldo foi tratado como algo impossível no Parque São Jorge. Numa reunião para tratar sobre a permanência de Morais, também empresariado por Fabiano Farah, o assunto Fenômeno surgiu na pauta. Usando da política de dirigente, o presidente Andrés Sanches usou o discurso padrão de que “todo grande jogador interessa”.

Logo a notícia tomou grandes proporções, já que seria a união de um dos times de maior torcida do Brasil com um ídolo nacional, de grande visibilidade internacional. De certa forma assustado com a repercussão e também para dar uma satisfação à torcida, Sanches soltou uma nota oficial dizendo que era “impossível”.

Dias depois, contrariando o que havia dito o mandatário do clube do Parque São Jorge, a direção de marketing apareceu dizendo que havia solicitado um estudo para viabilizar a contratação de Ronaldo. Sanches, por sua vez, manteve a postura e jogou a responsabilidade para Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing.

Desde então, ele vem trabalhando com sua equipe para conseguir recursos e projetos para que Ronaldo pudesse acertar. Nesse período, Joaquim Grava, consultor médico do Timão, examinou o atacante. E agora a nota oficial no site do Corinthians não tem mais a palavra impossível, mas sim “2009 Fenomenal”.

Globoesporte.com