12/12 - Ronaldo é recebido em clima de festa no Corinthians.

SÃO PAULO - O atacante Ronaldo foi apresentado na manhã desta sexta-feira como jogador do Corinthians. O Fenômeno chegou ao local marcado, um salão do Parque São Jorge, com dez minutos de antecedência e pediu para ser apenas mais um jogador no elenco do Timão. Antes mesmo de o atleta vestir a camisa alvinegra, a diretoria do clube pediu para que todos dêem paz para que ele possa se recuperar e desenvolver o seu melhor futebol.

Acompanhe os principais trechos da entrevista de Ronaldo:

 

CASA NOVA

“É um desafio enorme. Tenho falado que será uma volta difícil e o Corinthians está me abraçando nessa recuperação. Estou muito feliz de estar em São Paulo e ter fechado com o Corinthians. Aqui já está mais um louco para o banco de loucos. Estou muito feliz de estar aqui”.

 

VOLTA AO BRASIL

“Joguei só um ano no Cruzeiro e fui para a Europa. Eu já vinha pensando em voltar ao Brasil. Tenho saudade do meu país e da minha família, que está aqui. O Corinthians é uma grande oportunidade para mim. É um time de grande torcida. E essa parceria vai dar grande resultado”.

 

ALEGRIA DO FILHO RONALD

“Meu filho (Ronald) está contente pelo pai estar jogando no Corinthians. O que me seduziu foi o projeto do Corinthians para 2009, me dando tranqüilidade necessária para recuperar a forma e voltara a jogar. Foi o que pesou na minha decisão”.

 

VOLTA POR CIMA

“Eu tenho de mostrar dentro de campo. Eu não morri para o futebol. E vou provar que mais uma vez vou superar outro obstáculo na minha carreira”.

 

AGORA PAULISTANO

“Eu nunca tinha jogado em São Paulo e o Corinthians me seduziu com o grande desafio. Quero mostrar para essa imensa torcida que eu posso. Vou fazer esse bando de loucos contente”.

 

PREVISÃO PARA JOGAR

“Espero que em breve, mas não tenho uma previsão. Tenho treinado bastante, mas a recuperação da lesão (no joelho esquerdo) é longa, que acarreta em outros problemas musculares. Mas estamos fazendo o planejamento da recuperação. Quando eu estiver bem e o treinador achar que eu estou pronto, vou estar à disposição”.

 

SÓ MAIS UM

“Eu sou apenas mais um jogador com direitos e deveres. Não terei regalias e benefícios diferentes dos demais”.

"Serei o mais cobrado nos treinos e nos jogos e eu não vou fugir dessa responsabilidade"

 

PARCERIA DE SUCESSO

“A parceria com o Corinthians dá essa repercussão. A união de duas marcas dá mais impacto que uma sozinha. Estou me juntando a um grande clube e a uma grande torcida. Vou tentar ser o que eu sempre fui em cada treino e em cada jogo. Vou dar meu máximo, sem limites”.

 

MAIS UMA VOLTA

“Quando eu operei deu uma mistura de preguiça pela volta aos treinos e fisioterapia, mas também de medo por não saber a reação do organismo. Mas as cirurgias forem bem sucedidas e deu tudo certo.”

 

RUNCO E GRAVA

“A opinião do Runco (José Luiz) é muito importante para mim. A dele e a do Grava (Joaquim), que são os melhores do país nessa área. O que eles falam me dá muito respaldo”.

 

CAMISA DO CORINTHIANS

“É uma camisa muito importante e que eu vou carregar uma responsabilidade imensa. Serei o mais cobrado nos treinos e nos jogos e eu não vou fugir dessa responsabilidade. Vou honrar essa camisa do começo ao fim”.

 

FASE DE RECUPERAÇÃO

“Eu estou seguindo a programação de treinamento, com sol ou com chuva. Na primeira lesão eu fiquei um bom tempo no CFZ, do Zico, fiz um período lá. Agora fiz treinamento no Flamengo, que me ajudou muito. Estou chegando a uma fase importante de recuperação física e fortalecimento muscular”.

 

ESTRÉIA

“Eu não posso assegurar nada sobre a estréia. Tenho de acompanhar os treinos e a evolução. Só depois dá para programar algo para a estréia”.

 

PRONTO ATÉ PARA VAIAS

“No dia que eu jogar mal a torcida pode me vaiar. Já fui vaiado em situações marcantes, como no ano que ganhei Bola de Ouro, prêmio de melhor jogador da Fifa... Se eu jogar mal, perder pênalti, falhar em campo, é normal eu ser cobrado, vaiado... Mas espero o apoio da torcida”.

 

VIDA REGRADA EM SÃO PAULO

“Independentemente do lugar em que eu esteja o importante é a minha cabeça. Estou focado em ter uma vida de atleta”.