17/12 - Kléber Pereira vai responder na Justiça por briga.

SÃO LUÍS - O bacharel em Direito, Herbeth Magalhães, morador da rua 3 do Bequimão, disse que representará criminalmente contra o jogador Kléber Pereira por causa das ameaças feitas pelo atleta durante uma confusão na via, na noite desta terça-feira (16). Herbeth é o proprietário da casa onde os sobrinhos do atacante do Santos se refugiaram dos jovens que o perseguiram, após eles terem desligado a iluminação da quadra onde o grupo jogava futebol.

O bacharel em Direito contou que ele, seus familiares e outros moradores da rua 3 foram insultados e ameaçados pelo jogador e pelas outras pessoas que o acompanhavam. Herbeth acusou Kleber de agir de forma forma descontrolada, já que ele e seus parentes tentaram livrar os sobrinhos do atleta de serem agredidos.

“Se não tivéssemos impedido, poderia ter acontecido o pior. Sem procurar saber o que ocorrera, o Kleber nos agrediu com palavras e nos ameaçou”, relatou, anunciando que ainda hoje entrará com uma representação criminal contra o atacante santista.

Ainda de acordo com Herbeth, o jogador vociferava que ele era Kléber Pereira e que nem a polícia nem a Justiça o intimidariam. Herberth afirmou que o atacante do Santos estava armado de revólver e acompanhado de um ex-detento do Cadeião.

O repórter Domingos Ribeiro procurou ouvir o jogador. Ao chegar em sua residência, foi agredido moralmente pelo atleta. Disse ele em alto e bom som que "tinha mais o que fazer e não iria falar com p...nenhuma de Mirante.