26/12 - Processo que pede a cassação do Senador José Sarney pode estar parado por pura conveniência política.

Dois pesos e duas medidas

O processo que pede a cassação do senador José Sarney (PMDB-AP) pode estar parado na Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) por pura conveniência política. O indício de possível atraso pode ser observado ao se comparar o andamento do processo de pedido de cassação contra o atual governador Jackson Lago e o processo contra Sarney.

Pelo site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é possível verificar que o processo contra Sarney está parado há 45 dias na PGE. Já o processo impetrado pela coligação da candidata derrotada Roseana Sarney contra o atual governador Jackson Lago foi recebido e despachado no mesmo dia também pela PGE.

O andamento mostra que o processo contra Jackson foi recebido na PGE no dia 08 de junho, às 12:38h. E em apenas um minuto, às 12:39h, a PGE manifestou-se e em pouco mais de 30 minutos, já estava sendo recebido pela Coordenadoria de Processamento (CPRO). Todo andamento no mesmo dia 08. O processo inclusive não mais retornou à PGE até a presente data.

Já o processo que pede a cassação de Sarney impetrado pelo candidato derrotado a vice-governador no Amapá, Joel Cilião, já foi duas vezes para a PGE. Da primeira vez demorou 19 dias para ser despachado. Chegou dia 19 de outubro e foi despachado no dia 07 de novembro. Na mesma data foi recebido e devolvido pela CPRO para a PGE. E desde então(7 de novembro)permanece ali parado.

De lá para cá, já se vão quase dois meses, sem mais nenhuma movimentação. Enquanto o processo contra o atual governador movido pelo grupo Sarney move-se quase que diariamente.

O diferenciado andamento pode ser acompanhado pela página do TSE (www.tse.gov.br), pelo link Processos Push. Para pesquisar acione o item protocolo. Para consultar o processo contra Sarney, o número do protocolo é 6832007, já o processo contra Jackson pode ser obtido pelo protocolo nº 183882007.

Com a palavra a PGE!

Fonte: www.jornalpequeno.com.br