24/05 - Apelo da Familia de Marta Roberta Carvalho Cutrim.


Minha irmã não fumou, não bebeu e nem mesmo nós tivemos histórico de câncer na família. Em setembro de 2011, ano passado, ela começou a sentir um desconforto no seio direito. Sem dor, porém estranho, depois dos exames o médico diagnosticou como câncer de mama. O mais impressionante foi como o nódulo aumentava de forma exponencial. Com muita força ela fez os procedimentos cirúrgicos devidos e começou o tratamento com quimioterápicos.

Agora foi constatado que houve metástase e o resultado do tratamento não está ocorrendo como previsto. Por conta disso, estou aqui pedindo a você que se solidarize com a nossa situação e nos ajude nessa corrente. Já observei várias correntes e vi várias situações das quais nunca vi ou conheci a pessoa, mas espero que Deus toque em seu coração e dê a visão a você sobre a nossa situação. Peço que nos ajude nesse momento, pois toda ajuda é válida.

A pior de todas as coisas é saber que você, tão próximo da pessoa, por mais conhecimento que tenha, não possa ajudar como queria. O que posso fazer agora é contribuir com minha fé e com esse pedido que vai tocar no teu coração.

Eu sou servidor público do Ministério da Saúde, meu ganho é razoável, mas o meu, o dela, o da minha mãe, do irmão e demais não são suficientes para manter o seu tratamento no A.C. Camargo (hospital do Câncer em São Paulo).

Todos os nossos parentes estão se solidarizando com a situação, mas preciso que você também se faça presente, até mesmo em suas orações. O nome dela é Mara Roberta Carvalho Cutrim, mãe de uma jovem de 6 anos e minha irmã querida.

Até onde você iria por um ente querido? Agora é a hora de fazer tudo o que pode ser feito por alguém que você tanto ama. É necessário se deixar a vergonha de lado e contar com todas as forças disponíveis.

Estou muito confiante nessa possibilidade e quem me vê sabe disso! Quem puder ajudar financeiramente pode depositar sua quantia na seguinte conta:

Agência 1312-9, conta corrente 1093-6; aparecerá o nome de Luzia Campos, uma amiga que cedeu a conta para arrecadação.

A conta é pelo Banco do Brasil.

Valber Novais Cutrim Junior