30/10 - Encontro entre o Criolina do MA e BSB em festa na Praia Grande.

Depois da participação durante o mês de setembro na 1ª Mostra Cultura Ativa do Sebrae, o Projeto BR 135 apresenta mais uma edição em parceria. Desta vez participa do encerramento da 7ª Mostra SESC Guajarara de Arte. A cantora Luciana Simões, da dupla Criolina, idealizadora do projeto, conta que já buscava o SESC como um possível colaborador. “Sentimos muito acolhimento por parte do pessoal, acreditaram na importância do projeto e nos incentivaram. Tanto é que nos colocaram dentro da programação da Guajajara”, confirma.

Durante o decorrer das sete edições do BR 135, o projeto musical apontou novos talentos. Bandas e artistas ganharam maior visibilidade com o projeto. “Isso possibilitou que artistas apresentados no BR 135 fossem convidados para a programação da Mostra SESC Guajajara das Artes”, diz Luciana Simões. Além do trabalho de produção, o BR 135 agrega a linguagem gráfica, produzindo camisetas e peças de divulgação dos eventos, explorando a criatividade, a divulgação nas mídias não convencionais, despertando a curiosidade e envolvendo o público.

Esta edição traz algumas novidades. Uma delas é a presença, pela primeira vez, de convidados de outra terra. Rodrigo Barata, Tiago Pezão e Rafael Oops são os DJs Criolina e vêm de Brasília. Apresentam um repertório tão diversificado quanto as atividades que realizam, misturando ritmos da mesma forma que misturam os trabalhos de produção cultural, design gráfico e discotecagem. Já se apresentaram em mais de 20 cidades brasileiras e 15 em países da Europa e América do Sul.

A dupla Criolina, Alê Muniz e Luciana Simões, dão sinais de que o projeto BR 135 quer seguir outras trilhas. “A proposta é de valorizar a cena musical produzida hoje em São Luis, mas temos a intenção de ampliar o intercâmbio com artistas de outras regiões”, contam.

A outra notícia desta edição, é que a primeira atração da noite, a banda Purple Chillies, foi escolhida pelo público com mais de 500 votos numa campanha promovida pelo Projeto BR 135. A Purple Chillies é uma banda Maranhense que busca por meio de suas influências e suas características conseguir seu lugar no mundo da música. Traz em suas músicas uma pegada pesada e melódica ao mesmo tempo, com uma presença de palco contagiante sendo uma banda para se ouvir e conhecer melhor.

Presença pra fazer o público dançar, o DJ Franklin traz na manga um setlist inspirado na música Brazuca, no Samba, Reggae, Drum and Bass e muitas influências (e incursões) de Hip Hop, Jazzy e House Music. Veterano das festas desde os anos 2000, o DJ Franklin ferve a ilha de São Luís e outras pistas. Já dividiu as pick’ups com Marcus MPC – DIGITALDUBS e Ras Bernardo (RJ), DJ Dolores (PE), DJ Marcelinho Da Lua (RJ), DJ Negralha – O Rappa (SP), entre outros.

Segundo a rede de relacionamento Melody Box, “a mistura equilibrada de guitarras vintage com a modernidade da música eletrônica é o que faz o som de Emilio Sagaz ser inovador e diferente de tudo o que é visto hoje na cena musical brasileira. Alternando momentos de suavidade plena e agressividade ponderada, esse maranhense de São Luís apresenta uma experiência musical única, marcante e sofisticada. Vale ouvir e conferir.”

Presença de responsa no palco do BR 135, Preto Nando traz amistura sonora do eletrônico (DJ, Loops, colagens e Scraths) com o acústico da banda que o acompanha, proporciona a sonoridade perfeita de um show universal e ousado, e leva ao seu público a mais pura mistura de linguagens musicais, fonte essa que além de ser regional, só existe em São Luis do Maranhão. Preto Nando está sempre inovando e criando em suas letras e batidas autênticas a mais pura pluralidade musical, misturando o rap com tambor de crioula, com bumba meu boi de matraca, sotaque da ilha, boi de zabumba, reggae, entre outras misturas.

Antes dos DJs Criolina de Brasília, a dupla Criolina do Maranhão (Alê Muniz e Luciana Simões) faz um show que reúne vibração e diversão. Música com letras fortes, trabalhando com os sotaques nordestinos num formato contemporâneo. Com uma sonoridade moderna, que permite o uso de samplers e programações eletrônicas, mistura ritmos globalizados, como rock, funk e ska, às levadas regionais, como tambor de crioula, toadas de bumba-meu-boi, côco, merengue, boleros, carimbó e sóca.

Programação

1º/11 (quinta-feira)

Horário das apresentações:

19h-Purple Chillies

20h-DJ Franklin

21h- Emilio Sagaz

22h- Eletroacústico Preto Nando

23h- Criolina