07/10 - IMPERATRIZ: Hospital abre sindicância para descobrir quem vazou a foto da vitima de suicídio.

A morte por suicídio da empresária Claudiane Gomes de Farias da Silva, 39 anos, proprietária da loja Tietriza Color, uma das mais tradicionais do ramo, deixou a cidade em grande comoção. Conhecida e bem relacionada no meio social, Claudiana chegou a ser conduzida com vida mas veio a óbito momentos depois de dar entrada no pronto socorro do Hospital.
Logo após a confirmação do óbito da empresária uma foto do seu corpo enrolada em uma manta foi tirada de dentro do necrotério do Hospital UNIMED e começou a ser divulgada nas redes moveis de celular. Alguns amigos que conhecia a vítima reclamaram da exposição e o constrangimento da divulgação das imagens, mas o que trouxe revolta até mesmo para quem  não a conhecida foi o fato da foto ter sido tirada de dentro do próprio hospital.
Segundo informações preliminares, o Hospital UNIMED já abriu sindicância para apurar o vazamento das imagens, que, por ter sido tirada em um local de entrada restrita é possível que tenha sido tirada por um dos colaboradores.