Sábado, 19 Setembro 2020
Portuguese English Spanish
booked.net
Terça, 11 Agosto 2020 11:25

BACABAL É UMA CIDADE EDUCADORA?

Escrito por
Avalie este item
(1 Voto)
Projeto Âncora - uma escola inovadora implementada no Brasil Projeto Âncora - uma escola inovadora implementada no Brasil projetoancora.org.br

Certamente, ao pensarmos no tema educação, nossos olhos logo se voltam à escola. É errôneo, entretanto, o pensamento de que é apenas seu papel educar, como se essa instituição não pertencesse ao mundo e também não carregasse as suas contradições. A escola não deve ser pensada como um reduto do mundo ideal, tão pouco a educação como parte isolada do todo, um processo isolado. Quebrando tabus, a cidade inteira educa, em todos os seus sentidos, como diz a filósofa Viviane Mosé. 

Ora, se ao final da ponderação de todos os problemas imaginamos que a educação é o denominador comum entre todas as soluções, seja para o meio ambiente, seja para a segurança pública, seja para a pobreza, devemos pensá-la de forma muito mais ampla. Isto é: como ensinar a um aluno a importância da reciclagem se nem a escola dispõe de coleta seletiva? Como, se ao pisar fora de casa, ele logo se depara com o lixo na rua? Como ensinar a importância de ouvir e ser participativo na sociedade se o professor não exercita isso em sala de aula, se a escola mais parece uma prisão? Como, se dentro de casa os pais brigam o tempo inteiro? Como mostrar que a desigualdade é um problema enquanto quem ouve isso tem sua única refeição na escola? Como, se a realidade mostra que o problema é a regra? 

Entendemos que todo o conjunto da vida social tem papel na formação educacional. Portanto, para que haja avanço, devemos celebrar um amplo pacto. Bacabal precisa rediscutir sua educação ainda industrial e se adaptar às mudanças trazidas pelas tecnologias da informação e comunicação. Ao mesmo tempo, também precisa suprir uma agenda retardatária de séculos passados. E isso não só em relação à falta de infraestrutura escolar ou à transformação do magistério em "bico". O município precisa trabalhar para que todo o meio seja mais aprazível e estimulante ao nosso desenvolvimento humano.

Em suma, na formação do indivíduo, a cultura de toda a comunidade influencia em seus hábitos, seus valores e na sua visão de mundo. Por esse motivo, cada vez mais a educação deve ser pensada de maneira transversal e holística, transbordando as paredes da sala de aula. Se não for dessa forma, a escola fará por um lado o que a rua desfará por outro. Derrubem-se os muros! A rua e a escola devem trabalhar juntas.

Compartilhar nas redes sociais:
Lido 365 vezes Última modificação em Terça, 11 Agosto 2020 22:08
João Carlos Lima

Bacharelando em Direito pela Universidade Estadual do Maranhão e fundador do Movimento Bacabal Novo. 

Telefone para contato: (99) 98118-8274.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Telefone

99 3621-6216 99 99107-5401 99 98117-0791

E-mail

contato@cuxa.com.br